sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Poetinha na praia

 "Grande é a poesia, a bondade e as danças...
Mas o melhor do mundo são as crianças" - Fernando Pessoa



E lá estava eu, sentada na beira da praia do Campeche, entre o sol, a areia, o mar, a ilha, os turistas e os moradores... O pensamento, que percorria o espaço existente entre a leitura de Dostoiévski e os sonhos de mulher-menina, de repente foi interrompido por uma voz doce e delicada:

- Pai, este lugar é lindo!

Tirei os olhos do livro, virei a cabeça. A voz era de um menino que não tinha mais do que seis anos. Fiquei alguns minutos observando aquela família. Gente simples. E um menino poeta! Pedi a Iemanjá que a vida nunca lhe arranque a poesia, que ele possa crescer e morrer poeta, cujos olhos mansos tenham sempre conexão direta ao coração!

- Bianca Velloso -

Um comentário:

  1. Lindo, já dizia Nietzsche (outro poeta) só a criança é super-homem...

    ResponderExcluir